sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Abstracionismo





Rompendo com a arte acadêmica
Primeira aquarela abstrata, do pintor russo Wassili Kandinsky, de 1910, é uma obra inaugural
Segundo os dicionários, arte abstrata é aquela que procura transmitir a qualidade ou propriedade de uma coisa, sem representá-la sob uma forma definida. Ou seja, é uma forma de arte que não representa objetos ou figuras concretas, próprias da nossa realidade.
Quando a significação de um quadro depende essencialmente da cor e da forma, quando o pintor rompe os últimos laços que ligam a obra à realidade visível, aquela passa a ser chamada de abstrata.
O abstracionismo surgiu a partir das experiências das vanguardas européias, que procuravam romper com o rigor formal da arte acadêmica, no início do século 20. O cubismo foi, muitas vezes, denominado como arte abstrata porque, ainda que suas obras fossem representativas e figurativas, buscavam sintetizar os elementos da realidade natural, fugiam da simples imitação daquilo que era "concreto".
O russo Wassili Kandinsky (1866 - 1944) pode ser considerado um dos pioneiros na realização de pinturas não-figurativas.
FasesExistem várias fases na arte abstrata:
•Abstracionismo sensível ou informal: nessa fase, juntamente com Kandinsky, podemos citar o nome de Franz Marc (1880-1916). As cores e as formas são a expressão maior desse período.
•Tachismo: manchas colocadas dentro de certo limite (o braço do artista, por exemplo).
•Grafismo: todo abstracionismo formado por conjunto de signos gráficos (linhas, curvas, traços, pinceladas, etc.).
•Orfismo: ligado à música. Tem como principal artista Sonia Delaunay.
•Raionismo: raios estanques e riscos com luminosidade.
•Abstracionismo geométrico ou formal: as formas e cores são organizadas de forma a resultar na expressão de uma concepção geométrica. Essa fase possui duas subdivisões: 1) Neoplasticismo (principal artista: Piet Mondrian, 1872-1944); e 2) Suprematismo (principal artista: Kazimir Malevitch, 1878-1935).
•Action Paiting ou pintura de ação gestual: criada por Jackson Pollock (1912-1956) nos anos de 1947 a 1950. Tem como características: a compreensão da pintura como meio de emoções intensas, a execução agressiva e espontânea, sem utilização dos meios tradicionais, como pincéis, espátulas, etc.
É a pintura direta na parede, no chão ou em telas enormes.
No BrasilEm nosso país, Manabu Mabe e Tomie Ohtake aproximam-se do abstracionismo sensível, ao qual também aderiram os artistas Cícero Dias e Antonio Bandeira. Com relação à abstração geométrica, esta encontra representantes nos artistas reunidos no movimento concreto de São Paulo (Grupo Ruptura) e do Rio de Janeiro (Grupo Frente), assim como no neoconcretismo.

Dicas
Assista ao filme Pollock, direção de Ed Harris, para conhecer um dos maiores artistas plásticos norte-americanos do século 20. E, para saber mais sobre abstracionismo, visite o site do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo.


*Valéria Peixoto de Alencar é historiadora formada pela USP e cursa o mestrado em Artes no Instituto de Artes da Unesp. É uma das autoras do livro Arte-educação: experiências, questões e possibilidades (Editora Expressão e Arte).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto se foi doseu agrado e ofereça sugestões... Obrigado.