sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O Cumulo Do Desarranjo Governamental e Algumas Entidades...

O Cumulo Do Desarranjo Governamental e Algumas Entidades...




Vivemos na era da impiedosa incompatibilidade de consciência verso solução ao futuro.

Pessoas são colocadas em posições e ficam perdidas em suas funções sem saber se o agrado vai ao santo ou ao demônio.

Hoje vi pasmado num veículo de comunicação, um jornal impresso duas posições contraditórias...

Num lado a demonstração do árduo trabalho do PROERD e o trabalho dispendido na semana de prevenção às drogas e à violência. Falava-se do tempo despendido à manter as crianças longe das drogas, nas formações de palestras aos pais e entidades, sobre o mau que corroe a sociedade pervertida e entregue ao uso e abuso de entorpecentes. Do elevado custo em manter o indivíduo com acompanhamento em CAPS. ou admiti-los em internamentos nas variadas entidades que se dedicam a este difícil processo de libertação.

E na outra página em manchete enorme garrafais letras informavam-se que o município ofereceu uma área de terreno para que se pratique a vinicultura direcionada à elaboração de bons vinhos, que visto a demanda da única envazadora da cidade e os prospectos de crescimento seria o caminho a esta empresa familiar...

Mas e aí... Pergunta está engasgada: __e a prevenção da página ao lado?

Não é uma contradição, um desarranjo pessoal ou de departamentos do município em gastar para manter e atender aos que precisam em reabilitação e ou recolocação de indivíduos dependentes químicos no seio social e na volta de sua produtividade pessoal, familiar e trabalho... E ao mesmo tempo incentivar e fomentar a fabricação de uma bebida alcoólica?! A resposta dada que se é devido por causa da geração de renda... Mas será que foi feito um balanço, um vai suprir o estrago a outro?!

Sabendo o mal que o álcool causa no seio familiar e social podem até me chamar de radical, mas nenhum benefício vem através da causa de um propósito que visa ludibriar os sentidos do espírito, o álcool como qualquer outra droga só é aceito por ser sociável, mesmo que os maiores crimes tenham sido cometidos por seus usuários não foi banido e ou proibido por se ainda estar preso à errata de que sobre ele existe controle, mas na hora do homicídio ou do atropelamento aí o mesmo advogado diz que o indivíduo não tinha em si o domínio por que estava sob o efeito alcoólico...

E então: Serviremos ao santo ou ao demônio...

E desculpa aí mais não existe consciência em dizer que se bebe socialmente... Existe inconseqüência e tão ou pior criminoso é aquele que incentiva ou autoriza só para receber impostos e outros dividendos, chegando ao cúmulo de um comentário em determinada seção me confidenciarem:

__ Mas veja este ano conseguimos dois litros para presentear os funcionários da secretaria e tudo sem custo algum...

E este é o mesmo secretário que lhe dará a conta se dia desses você aparecer por lá cheirando a cálice de vinho ou outra bebida qualquer...

E uma entidade famosa realizou a venda de uma feijoada para ajudar a uma Associação que cuida exclusivamente de dependentes químicos e pasmem o que está escrito no cartaz que tenho ainda guardado:

Venha colaborar com a Assoc... Neste domingo feijoada completa, serviremos a partir das 11 horas, acompanha arroz, couve com bacon, laranjas já descascadas, vinagrete e de brinde acompanha a nossa famosa caipirinha...

E o que dizer?!

E tenho dito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto se foi doseu agrado e ofereça sugestões... Obrigado.