domingo, 1 de maio de 2011

Que é esta divindade enunciada a Cristo?

Que é esta divindade enunciada a Cristo?


Por Abílio Machado

A iluminação de Jesus coloca-O como admirável, inigualável, já que Sua presença veio a causar mudanças significativas no seio de seu povo, causar mudanças além de suas fronteiras, a povos em toda etnia, em formas, filosofias, dogmas, teologia e suas mensagens são vivenciadas dentro de mim ou de você, cada um na sua medida, mas O é.

Seja você crente ou que s abstenha da profissão de fé, mas na sua escolha já existe implicitamente sua acolhida pela semente plantada, pois dentro do peito cada um de nós, eu ou você, carregamos esperança. Ou até muitas vezes procuramos um ‘milagre’, um porto seguro ou salvação. Coração em sintonia ou cérebro em oração, tudo é parte do contexto que formará uma só posição. Morada da Alma. São probabilidades inerentes ao ser humano, duas distinções ao obtermos então imagem e semelhança.

Em espaços ditos diferentes podemos crescer, na matéria e no espírito, podemos nos revelar neste fenômeno que ganhar a notoriedade pelos anos e que aceitamos por motivos que a cada pertence, eu teria minhas respostas que seriam minhas verdades e minhas convicções e você as suas, sejam elas positivas ou negativas, são suas e suas são as escolhas de caminho, de seguimento, quase como a velha história do rei e do monge, para um se acreditar pode ser só o negativo a existência e assim terá uma paga e se for positivo também o terá... Nossa vida se detém a uma sucessão de escolhas, decisões.

Ser seguidor deste Cristo relataria o que de mim, seria eu um crédulo?

Um temente? Um deus?

Se realmente seguir este exemplo (caminho), se me couber dentro desta sabedoria em passos largos caminharei a esse encontro da verdade e essa verdade me libertará e com isso me dará vida, pois é neste princípio de ventral desta Alma é que me associo na Energia pura e única e me associo a Ele em toda esta essência em saber a história e conhecer e beber desta fonte de um ser que foi homem e Deus, foi trabalhador e pregador, foi profeta e andarilho.

Ser este que em si mesmo é mistério que emerge de uma trindade ao se entender a amplitude que emana deste ser divinal e devotados em oração prostrados de joelhos dizemos que somos um milagre todos nós, eu ou você, somos feitos nesta imagem e semelhança em pitadas dentro desta infinidade e infimidade de estruturas que afirmam esta propriedade única e simples pela explosão celular oriunda da união de células.

E é nesta simplicidade que escrevo estas linhas sem espanto, sem tentar falar em complexidades ou até mesmo tentar refazer citações para buscar uma credibilidade que só deve vir se seu coração vier a bater na mesma seqüência que o meu ao ouvir uma música, ao ver a água da chuva cair, ao pisar o orvalho na noite, de visualizar o nascer de um filho, nada de mediocridade ou supremacias, nem esta e nem aquela, e sim todas até que se prove em contrário.

E é neste andar de fatos que o tempo vem mostrando para que nos certifiquemos de que sempre haverá vida, pois nossa essência ainda viverá de maneira especial, por isso e outras tantas, que dia destes ainda escreverei, me pego.

Às vezes penso por que valorizamos tanto o poder, a posição, o cargo, a elitização, a subjugação? Hoje minha professora de AEC (Análise Experimental do Comportamento) disse em sala que deveríamos nos considerar a nata da nata, pois fazíamos parte dos 1% que tiveram acesso à universidade, e dentro do ônibus, na espera no terminal, na fila do mercadinho meu pensamento ficou a divagar por que? Deveria sim ficar triste por que muitos não têm a mesma oportunidade, por que nossa educação está deplorável, por que... Por que...

Cada vez que usamos os artifícios da materialidade que este regozijo hipócrita e umbigóide nos atrasamos nesta evolução espiritual tanto pregada e difundida aos séculos, a nenhum ser vivente materialmente ou espiritualmente foi dada a chave de interpor ou intervir no livre arbítrio do outro, cada um é responsável pelos seus atos, mais que direito nas leis dos homens e uma das mais fortes leis espirituais.

E vivenciar o respeito e o amor é refletir esta convicção de fé, é conceber o Espírito, fazer dele um Espírito Sagrado e nos desenvolvermos através da caridade, prudência, justiça e na humildade. Tentarmos uma aproximação em fé, moral e virtudes ao Reino de Deus, e só conseguiremos quando deixarmos de sofrer apenas por nós mesmos e abrirmos o nosso pensamentos e sofrermos pelo bem do coletivo, deixarmos de pedir a mim para pedir a nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto se foi doseu agrado e ofereça sugestões... Obrigado.