domingo, 27 de novembro de 2011

Meu amor... Minha vida: __ Uma estrada indefinida.

Meu amor... Minha vida: __ Uma estrada indefinida.




Por Kátia Pérola e Abilio Machado. 26.11.2011



Amor acho que meu rabisco de agora

Me apavora...

Oh!Que porcaria...

O mel derrama sobre a hora.





Não... Não diga nada!

Fique assim calada...

Deixe minha mão pousar no teu seio

Quero sentir o pulsar deste coração

Assim tenho a certeza que saio desta solidão...



Minha pele... Um amor!

Tua pele... Sou feliz!

Me faço pequeno indecente

Me faço ainda menina aprendiz...



Cala!

Me abraça forte

Te preciso agora

Sem cortes...



Me alicie em desejos

Me aconchego

Me livra das dores

Me envolva

Me pinte das cores...



Agora! Livra-me deste ócio

Deste assossego!

Me tome em um gole

Derrame o suor sobre meu colo...

Tua alva luz sobre o corpo nu!

É! É tu...

Me abrace apertado

meus lábios e teu peito nu.





Quero guardar com ternura

este precioso momento.

O aroma da paixão trazido pelo vento!





Nada mais importa!

Você é tudo que sempre quis

Vem iluminar o meu sorriso,

dar mais vida a luz do meu olhar infeliz.





Você arrancou um pedaço de mim.

E eu? Pedaço de um você.

Vem, está tudo aqui guardado

Achei o que procurava...



O calor devasso

De meus sonhos

Indecifráveis de desejar um grande amor!



Não... Não ria ao ler...



Deixe-me aqui acalentar o passado

E por momentos me refugiar da dor!





http://poethaabiliomachado.blogspot.com/2011/11/meu-amor-minha-vida-uma-estrada.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto se foi doseu agrado e ofereça sugestões... Obrigado.