segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CURSO DE PSICOLOGIA -


Escrito por Administrator         




O psicólogo utiliza seus conhecimentos teóricos e práticos com o objetivo de identificar e intervir nas ações das pessoas, em sua história familiar e social, considerando as condições políticas, históricas e culturais envolvidas nesse processo. Para trabalhar nessa área é fundamental ter interesse na expressão dos fenômenos psíquicos e comportamentais do ser humano. A atuação desse profissional vai muito além do trabalho clínico, está centrada no ser humano e em suas mais diversas manifestações, e por isso, sua atividade está presente em vários ramos da sociedade. A atividade clínica de diagnóstico, prevenção e intervenção constitui atualmente a área da psicologia mais conhecida. No entanto, o psicólogo está cada vez mais presente em outros contextos, como nas instituições de ensino, nas empresas e organizações públicas e privadas e nos hospitais. Além dessas áreas, há várias outras em grande ascensão, como, por exemplo: psicologia do trânsito, psicologia do esporte, neuropsicologia, psicomotricidade, entre outras. A psicologia prevê o cuidado com o outro, sendo que isso está além do campo das questões meramente emocionais. "Há que se fazer uma leitura crítica do contexto social, econômico, político e histórico do sujeito. Sem isso, podemos nos alienar e reproduzir práticas discriminatórias, em vez de trazer a saúde dos que nos procuram. Mesmo com campanhas por direitos humanos e melhores condições de vida, ainda vemos uma massa de excluídos, sem acesso ao básico. Se o estudante não tiver um olhar politicamente atento, sairá da faculdade achando que tem como missão curar pessoas, homogeneizando as diferenças", afirma Eliana Olinda Alves, membro do Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro.

MERCADO DE TRABALHO
Mesmo com o surgimento de novas áreas de atuação, como o atendimento a vítimas de seqüestros e outros tipos de "patologias urbanas", a área clínica continua sendo um desafio para o psicólogo, por causa da concorrência, principalmente nos grandes centros De acordo com pesquisa Ibope realizada em 2004 sobre o perfil do psicólogo brasileiro, 55% dos profissionais relataram atuar na área clínica. Entretanto, outros campos também foram bastante citados, como o educacional, organizacional e da saúde. Agências de publicidade e empresas em geral contratam psicólogos para montar, acompanhar e tabular pesquisas com os consumidores. O setor de saúde, pública e privada, oferece boas oportunidades. "Uma área que vem crescendo muito é a psicooncologia (psicologia aplicada a tratamento do câncer), pois com melhor estado psicológico, aumentam as chances de cura dos pacientes", conta a vice-coordenadora do curso de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo. Na área social, o juizado de menores e os centros estaduais e municipais de atendimento ao menor infrator, bem como os recém-criados Centros de Referência da Assistência Social (Cras), do governo federal, são opções, mas em geral as vagas são preenchidas por meio de concurso público. Cada vez mais as auto-escolas procuram profissionais para orientar pessoas que têm medo de dirigir.


$ Salário médio inicial: R$ 1.200

O CURSO
Desde 2006 foram extintas as titulações de bacharel e de licenciado. Apenas os estudantes que já estão na universidade poderão optar por elas. A partir de então, os cursos passam a ser oferecidos com a titulação única de formação de psicólogo, com duração de cinco anos. O curso aborda as diversas correntes da psicologia. Há disciplinas obrigatórias, como neurologia e antropologia, e optativas, como psicologia do excepcional e problemas de aprendizagem. As novas diretrizes também passam a valorizar mais as disciplinas de pesquisa e o estágio (obrigatório) em várias áreas. Para exercer a profissão é necessário registrar-se no Conselho Regional de Psicologia.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Psicologia clínica
Atender pessoas que sofram de problemas emocionais. Essas intervenções podem ser individuais, em grupos, sociais ou institucionais.

Comportamento do consumidor
Estudar o comportamento de determinado grupo de consumidores, para orientar o marketing de empresas privadas e agências de publicidade.

Orientação profissional
Orientar estudantes na escolha do curso e da profissão a seguir.

Psicologia esportiva
Orientar atletas e prepará-los emocionalmente para atividades esportivas e competições. Maximizar o seu rendimento e otimizar a performance. Promover a harmonia entre os membros de equipes e times.

Psicologia educacional
Ajudar pais, professores e alunos a solucionar problemas de aprendizagem. Colaborar na elaboração de programas educacionais em creches e escolas.

Psicologia da saúde
Ao lado de médicos e assistentes sociais, colaborar na assistência à saúde, fortalecendo pacientes e familiares para a recuperação da saúde física e mental.

Psicologia jurídica
Acompanhar processos de adoção, violência contra menores e guarda de filhos. Atuar em presídios, fazendo a avaliação psicológica de detentos.

Psicologia organizacional e do trabalho
Selecionar funcionários para empresas. Treinar e formar pessoal especialista em recursos humanos. Promover relações sociais saudáveis entre os trabalhadores. Orientar carreiras e colaborar em programas de reestruturação do trabalho.

Psicologia social
Atuar em penitenciárias, asilos e centros de atendimento a crianças e adolescentes. Elaborar programas e pesquisas sobre a saúde mental da população.

Psicologia do trânsito
Tratar problemas relacionados ao trânsito, realizar avaliação psicológica em condutores e futuros motoristas e desenvolver ações socioeducativas com pedestres e condutores infratores, entre outros.

Psicomotricidade
Utilizar-se de recursos para o desenvolvimento, prevenção e reabilitação do ser humano, nas áreas de educação, reeducação e terapia psicomotora. Participar de planejamento, implementação e avaliação de atividades clínicas e elaborar parecer psicomotor em clínicas de reabilitação e nos serviços de assistência escolar, hospitalar, esportiva, clínica, etc.

Neuropsicologia
Atua no diagnóstico, no acompanhamento, no tratamento e na pesquisa da cognição, das emoções, da personalidade e do comportamento sob o enfoque da relação entre esses aspectos e o funcionamento cerebral.

 
Fonte: Guia do Estudante - Abril

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto se foi doseu agrado e ofereça sugestões... Obrigado.